23 Dezembro, 2010








MENSSAGEM DA PÁZ


Como sempre, mui cordialmente, aceito os renovados votos de Um Natal Felíz.

Que assim seja para todos os amantes da páz; os sedentes da páz; os famintos da
páz.

Refiro-me a verdadeira páz que, inicialmente, parte do coração, e deambula a
procura de conciliação.

Esta páz é real e sincera.

Ela é o alicerce de toda e qualquer páz que se possa conceber.
Ela não depende de tratados e convenções.

Ela é originada pelo simples aniquilamento do EGO.

Que a páz vinque em nós, todos os dias, em todas as partes, e com o nosso
próximo.

Agora, digo: Natal Feliz e Ano Novo com novas e felizes ilusões!

Quintino Andrade
Brockton MA USA
Quintino