HAPPY NEW YEAR 2012
We are  from the same tree, we exist in different spaces and times. The culture or custom, are
determining factors of our living in a society.  When we act or think according to a free conscience, we
have the conviction or certainty that everything will be in accordance with ourselves.
What makes a person noble and sublime are not inherited traits but, his integrity, education, the way to
understand human fragilty and especially to know and recognize the difference of others and have a
sense of understanding  and believe that even with differences we can upgrade and improve the
community.
We are temporarely  in this world,; we are born, live and die,  it depend of ourselves to leave a   
constructive,  peaceful  and spiritual legacy of  coexistence among all.
Espectacular vista do Vulcao na ilha do Fogo Cabo Verde
Navega neste sentido
MAPA  
9 Dez 2010
STRESS +
DEPRESSÃO –
SUICÍDIO = VIDA
Leia mais
Agosto 24, 2010
COMUNIDADE EM
FOCO NANI
Participa
mais...
Agosto 29, 2010
HABILIDADE
HUMANA
 Veja mais
Set 3, 2010
Immigration in USA
Read...
Aug 17, 2010
RECORDAR UM POUCO
Ouve e veja
ACESSO PARA COMUNIDADE   EMIGRACAO USA 1800 375 5283   CONSULADO CABO VERDE BOSTON MA (617) 353-0014

SOCIAL SECURITY USA 1-800-772-1213  EMERGENCIA NA USA 911  IRS TAXES 1-800-829-4477

ASSOCIACAO CABO-VERDIANA BROCKTON 508 559 0056  TACV (617) 472-2227 MAPS  617- 825-5897, TTY: 617- 825-5897  
Fax: 617-825-4167  
PORTON DI NOS ILHA RADIO ATLANTIC SHIPING
Nov 7, 2010
Uma Noite
Memoravel
A Memorable
Night
Veja mais...
Set 24, 2010
ECONOMIA & POLITICA
Leia mais...
Oct 31,2010
Uma Família
Cabo-verdiana nos
USA
The following   Veja
mais...
Out 3, 2010
JOSÉ  LAÇO ARTISTA
DA COMUNIDADE
Leia
mais...
Oct 23, 2010
PROFILE  DE
UMA JOVEM DA
COMUNIDADE
Veja mais...
Out 6, 2010
PODER DO VOTO  
Pondera mais...
Oct 12, 2010
COMUNIDADE x
GOVERNO   
 
Veja mais...
Oct 21, 2010
VIDA & SUICÍDIO

Veja
mais...
Nov 1, 2010
Euclides Gibau

Veja...
 
Nov 2, 2010
DEMOCRATAS x  
REPUBLICANOS
  Leia mais...
Contacto:
recado123@hotmail.com

ou

santacatarinafogo@hotma
il.com
Nov 9, 2010
GUERRA DE
DINHEIRO
Leia mais..
Set 29, 2010
Ilha do Fogo:
Conquistas e
Desafios
Leia mais...
CULTURA CRIOLA
Veja
mais...
11 Fev 2011
PULSAR DA
COMUNIDADE
Caros amigos e
amigas da
FREGUESIA DE
SANTA CATARINA,
FOGO, CABO VERDE
Leia mais...
PEOPLE
COMMUNITY
PROFILE
2011:
Anthony C.
Fernandes
 Read
more...
6 March 2011
HISTÓRIA DO
CARNAVAL
Veja...
As opiniões ou comentários, inseridos aqui não tem ou não estão relacionados com a filosofia do www.topicos123.com que é um
portal da comunidade e para comunidade, sem nenhuma pretensão política ou religiosa.  Todos serão bem vindos, engrandecendo
cada vez mais o espírito comunitário da nossa comunidade.
 
PARA REFLECTIR OU
DESCONTRAIR
Se pensarmos Criação  tudo,
fica mais conformado ou até
aceitado mas, se pensarmos
desordem na ordem então o
Universo, é mesmo um lugar
fascinante que fascina nossos
pensamentos ao concentrar
nossa memoria no vasto ou
infindável espaço sideral.
Nov 1, 2011
PROFILE DA
COMUNIDADE
José Santos Fontes,
um Santacatarinense  
Veja mais....
Nov 23, 2011
FACTOR
EMIGRAÇÃO   x  
LIBERTAÇÃO
PSIQUICA E
DESENVOLVIMENTO
DA COMUNIDADE
.... Veja mais...

IMAGENS DA FESTA DE NHA SANTA CATARINA EM COVA FIGUEIRA FREGUESIA DE SANTA CATARINA

GENTES E BELEZAS DE NHA SANTA CATARINA FOGO CABO VERDE

17 Dez 2011
PROJECTO SANTA
CATARINA FOGO
ACTA DE REUNIAO DO
GRUPO PSCF
EFECTUADO NO
MUNICIPIO SANTA
CATARINA FOGO
...Veja mais...
UM POEMA PA
CESARIA EVORA
Cesária, Bo É
Stréla Krióla Ki
Más Ta Brilha
Sodadi
 
. Leia mais...

28 Dez
2011  
              
EDITORIAL
REFLEXOS
COLATERAIS DA
ECONOMIA MUNDIAL
. Leia mais...
17 Mar 2012
AUTARQUICAS FOGO CABO VERDE

COMUNIDADE, PARTICIPAÇÃO, POLĺTICA E ÉTICA

As eleições autárquicas deste ano em Cabo Verde nesta jovem democracia revestem se de grande
interesse, derivado a muitos factores que podem influenciar grandemente os resultados finais, tendo
em conta a conjuntura sócio-politico e economica local e mundial.

Todos os partidos políticos envolvidos neste exercicio democrático  devem reconhecer em primeiro
lugar que a ideia de o poder a todo custo não beneficia a democracia; na maioria dos casos, é um poder
fitício que não traduz as aspirações do Povo reflectindo negativamente no desenvolvimento e no nível
de vida da comunidade.

A valorização da capacidade intelectual do Homem, é um factor determinante no seu desenvolvimento
numa sociedade mas, este parametro social muitas vezes não coaduna quando haja manipulação
política própria contrária a uma harmonia social saudável dentro de uma comunidade.

O Poder local, é muito importante numa democracia é uma base fundamental para um equilibrium
governamental a nivel estatal e partidário e não deve ser nunca subjugado, manipulado ou controlado
pelo poder central mas sim, deve ser dado sempre o apoio e margem para operar, crescer e
desenvolver livremente, respeitando sempre as regras legais da Constituição, proporcionando ou
facilitando cada vez defendendo a liberdade e a ideia do livre empreendorismo ou free enterprize de
cada indíviduo. O governo central, deve sempre atender e pôr as aspirações e o desenvolvimento dos
munícipes em relevancia!

A campanha para as autarquias na maioria das vezes é considerada batalha política entre partidos,
dividindo e polarizando diametralmente a comunidade e isso perdura a desunião comunitária não
facilitando diálogo democrático independente e construtivo.

Assistimos na semana passada aqui nos EUA o lancamento da campanha política do Sr. Alberto Nunes e
da sua equipa, apoiado pelo partido MPD para liderança ao posto da Presidência da Camâra do
Concelho de Santa Catarina, na ilha do Fogo, munícipio este que apesar da sua potencilidade natural e
humana não conseguiu ainda demonstrar o seu verdadeiro potencial económico a nível local e nacional
continuando assim o mais pobre de todo Cabo Verde.

Perante um grande número de pessoas com uma casa cheia no National Portuguese Club, na cidade de
Stoughton, Massachusetts o representante nacional do MPD Sr. Eurico Monteiro, abriu a sessão para,
apresentar a candidatura do Sr. Alberto Nunes às eleições autárquicas de 2012 que possivelmente
acontecerão entre o mês de Maio ou Junho. Durante a sua intervenção o Sr. Eurico Monteiro, fez
algumas críticas a governação actual deste concelho e disse que nao é aceitável ou razoável concordar
que a freguesia de Santa Catarina é a mais pobre do país tendo em conta os filho/as da mesma e os
recursos naturais daquela região. Sublinhou também a valorazição do homem e disse que a
comunidade deve estar sempre antes de qualquer partido político.

Ora, esta afirmação de ter a comunidade ácima dos partidos políticos seria plenamente aceitavel e de
muito proveito social se os politicos praticassem esta dogma desinteressadamente mas, infelizmente
na pratica ainda isso está por acontecer e, para que tal aconteça a comunidade tem que acreditar mais
em si mesmo, valorizando mais o intercâmbio cultural afastando-se um pouco de idiologias divisionistas
e pôr acima de tudo a amizade, entendimento e cooperacao entre todos.

De seguida, usou da palavra o Sr. Luis Alves, candidato escolhido pelo Sr. Alberto Nunes, para ser
Presidente da Assembleia da freguesia de Santa Catarina, um cargo importante dentro da estrutura
política deste concelho. O Sr. Alves, depois de saudar a audiência e aceitar o convite, teceu duras
críticas ao actual Presidente da Câmara Sr. Aqueleu Amado, e o Presidente da Assembleia Sr. Alexandre
Fontes, o primeiro por ter feito quase nada em benefício do concelho e o segundo por ter dado mais
atenção a Electra - uma empresa de água e luz - do que os problemas do concelho.

Na política sempre há discursos retóricos e críticas ás vezes não verdadeiras mas, qualquer político
deve ter em primeiro lugar a união da comunidade e ter em conta a performance real e histórico do seu
oponente e saber demonstrar e separar analogias entre o bom e o mau dando oportunidade a
comunidade para uma escolha acertada.

Por fim, usou da palavra o Sr. Alberto Nunes, candidato apoiado pelo MPD para ser Presidente da
Câmara do Concelho de Santa Catarina, Fogo; iniciou seu longo discurso, cumprimentando a audiência,  
agradecendo o grupo de apoio à sua candidatura, continuou dizendo que a sua campanha é para uma
causa nobre a uma victória colectiva da freguesia de Santa Catarina, que o Povo está consciente de
uma mudança e que a sua candidature, nasceu no Povo e que tem consciência de como fazer campanha
no Fogo, identificando problemas e trabalhando para encontrar soluções e não enganar a comunidade
mas sim, mostrar a realidade.

A educação e a formação académica hoje em dia, são parámetros essenciais na política.

O Sr. Alberto Nunes, debruçou um pouco sobre o seu curriculum escolar, respondendo as críticas
sobre a sua formação superior, dizendo que passou quatro anos na Universidade de São Paulo, em
Brasil, considerado o melhor da América Latina segundo ele.

Sobre a sua equipa de trabalho, disse que a escolha foi pessoal e que não considera nunca a victória
do Partido para derrota do Povo e que os munícipes, podem depositar confiança nele e na sua equipa.

O Sr. Nunes, explicou que escolheu os EUA para apresentar sua candidatura por causa do apoio que
recebeu e que está recebendo da comunidade. Também sublinhou como um exêmplo o trabalho que a
Igreja Católica, tem estado a fazer apoiado pelos Santacatarinenses radicados nos EUA.

No seu longo discurso o Sr. Albero Nunes, concentrou suas baterias contra o seu opositor Sr. Aqueleu
Amado, actual Presidente da Camara do Concelho de Santa Catarina, falando da sua inconsistência
política e dizendo que seu adversário ganha três dias antes das eleições, usando chantagens
psicologicas oferecendo bolsas de estudos aos pais dos alunos no intuíto de ganhar votos e que esta
prática é anti-democrática   deve ser combatido sériamente e que a sua equipa nunca usaria este
método.
Para terrminar o candidato presidencial Sr. Alberto Nunes, mais conhecido por Betinho, identificou três
importantes problemas que afécta o Concelho de Santa Catarina; é a freguesia mais pobre de Cabo
Verde, tem uma população com mais de sessenta por cento de desempregados, falta de estruturas
próprias e um nível acentuado de miséria na comunidade.  

Todos os políticos de alguma maneira, tem que correr riscos e na maioria dos casos um bom político,
sabe ultrapassar os riscos.

Nestas importantes eleições todos os candidatos, deverão pôr os interesses da comunidade
Santacatarinense a frente de qualquer objéctivo pessoal, deverão ser transparentes, respeitar as
regras democráticas e contribuirem para que o processo eleitoral corra dentro do civismo, lembrando
que depois das eleições a vida continua e que a melhor maneira de contribuir para este promissor
concelho, é colocar interesse desta comunidade prioritariamente em detrimento de qualquer partido
político.  

Joaquim Fontes
www.topicos123.com
Randolph USA
joaquim20@hotmail.com - santacatarinafogo@hotmail.com
recado123@hotmail
21 Junho 2012
AUTARQUICAS 2012 FOGO CABO VERDE
BALANÇA POLĺTICA
As eleições autarquicas em Cabo Verde de 2012, sem margem para dúvida está sendo pulverizado politicamente de tal maneira
que se denota mesmo uma espécie de maturidade democrática onde as pessoas, estão mostrando ideiais próprias, tudo num
intuíto de fazer com que o processo eleitoral corra transparentemente sem ser deturpado por supostos interesses obscuros de
nenhum dos partidos envolvidos neste contexto cívico.

Para trazer a baila um pouco dessa consequência política polarizante, tudo originou com as  últimas  eleições presidenciais que,
decorreu dentro dum aparente civismo  democrático onde  a candidatura do Sr. Aristides Lima, uma candidatura da cidadania,
conforme ele mesmo disse e que originou uma especie de rotura  ou fragmentação partidária no PAICV,  dividindo a comunidade
política deste partido duma maneira bastante crítico e, que está  politicamente repercutindo negativamente de diversas maneiras
em muitos políticos e sectores da politica Cabo-verdiana.

Na política, há sempre  partes antagónicas  que estão constantemente opondo um ao outro, devido a diferentes ideologias e
interesses e que muito dificilmente, estão em total harmonia.

Historicamente, depois da Independência de Cabo Verde,  formaram muitos partidos políticos que integraram ou desintegram ou
que estão a integrar todos com interesses próprios mas, que estão evoluindo democraticamente quer dum lado ou doutro e que
ás vezes,  posicionam negativamente em detrimento da democratcia, levando certas facetas da sociedade a regeitar a maneira
de se governar, ponderando outras alternativas para solucionar proplemas que estão afligindo a comunidade em geral.

Na ilha do Fogo, em Cabo Verde, depois da Libertação Nacional, a mentalidade política ou melhor dizendo, a preferência politica
manteve sempre um constante durante mais de vinte anos, foi um fenómeno bastante peculiar e que manteve sempre um status
quo que  foi benéfico para o partido  PAICV e, por outro lado um pesadelo politico de como reverter este inclínio político para o
lado do partido MPD.

Para se poder fazer  uma análise geral dentro dum contexto não inclinativo e, vendo ou observando o desenrrolar político actual
dos últimos acontecimentos  na conhecida e forte comunidade foguese, tanto nacional como internacional tudo leva a crer que
vai haver alterações a nível governamental nesta bela ilha do Vulcão.

Dois exémplos apoia esta previsão não científica, um é o caso do Concelho de Santa Catarina,  que foi ou está sendo governado
pelo actual presidente da Câmara , Sr.  Aqueleu Amado, que  não teve um desenvolvimento positivo durante seu mandato e que  a
maioria da comunidade sabe, foi apoiado decisivamente e fortemente nas últimas eleições  pelo Sr. Jose Vieira, mais conhecido
por Chê Che ki Frá, como ele gosta de ser chamado,e é o maior empresário deste concelho mas, que virou diametralmente,
opondo se ao actual Presidente da Câmara,  apoiando concretamente e politicamente o seu oponente o Sr. Alberto Nunes, um  
candidato não militante e apoiado pelo MPD que viu uma aceitação positiva dentro  da comunidade que lhe pode porporcionar uma
victória nas urnas  e trabalhar melhor para o avanço  deste concelho com uma administração não partidária e de favoritismo e de
respeitar o direito de cada múnicipe e, ter a moralidade de preservar as qualidades próprias no desempenho positivo de cada um
e nao praticar um governação de favoritivismo  ou partidária.  

O outro caso, é no  Concelho de São Filipe, onde o actual autarca, Sr. Eugenio Veiga, depois de mais ou menos vinte anos de gozar
do apoio do partido PAICV, resolveu se recandidatar  para um novo mandato mas, desta vez como um independente, em nome do
partido Sao Filipe, como ele proprio disse;  decisão essa que resultou da sua reconsideração politica e por não ter acatado
ordens vindo dos lideres do partido Tambarina na Praia.  

O Sr. Eugenio Veiga, vai ter uma luta díficil porque vai enfrentar dois fortes opositores o Sr. Julio Barros Andrade, um
independente mas apoiado pelo MPD, e o outro candidato Sr. Luis Pires, apoiado pelo PAICV.

Do outro lado da ilha, estão as candidaturas do Sr. Enio Fontes, e do actual autarca, Sr. Fernandinho Teixeira, a medirem forças
nesta eleicões politicamente falando, depois do debate que tiveram o Sr Fontes, posicionou como um candidato capaz e digno
mas, a sua luta vai ser titanica porque segundo algumas indicações o Sr. Teixeira ,vai ter mais possibilidade de ganhar mas, tudo
ainda está ainda na balança política.  

Nada está ainda garantido para qualquer um dos candidatos e tudo pode acontecer mas, uma coisa é certa, um vendaval político
democrático, está varrendo a bela ilha do Fogo, e espera se que o rigor democrático esteja sempre ao alto durante estas eleições
e, que a transparência nas urnas esteja sempre um moto  presente e a respeitar. Todos os olhos estão apontados no seguimento
e na performace destas campanhas e, nunca é demais apontar que, comprar consciências é a forma mais baixa nos humanos
para ganhar eleições e que tudo, deve ser feito para evitar que isso  aconteça.

Joaquim Fontes
Randolph MM 02368 EUA
22 Junho 2012  
8 Julho 2012
RESCALDO DUMA ELEIÇÃO
PARABENS A TODOS OS SANTACATARNENSES

Um  padre  disse  uma vez que a Democracia cheira fedi  mas, conforme disse o Presidente da República, Jorge Carlos
Fonseca, é o melhor sistema político existente até agora.

Em qualqer eleição sempre há um vencedor e um vencido,  politicamente falando, um digno  perdedor  tem sempre um papel
importante a desempenhar dentro da política  ou assuntos da comunidade.

Os resultados das eleições em Santa Catarina, Fogo, trouxe a baila muitas  controvérsias mas  mesmo assim,  foi um
processo democrático e deve ser respeitado por todos.

Estas eleiçoes mostrou claramente que muito mais precisa ser feito neste concelho. Os autores políticos deste contexto
devem ter em conta primeiro o desenvolvimento da comunidade e depois os partidos politicos.  

Uma Camara Municipal é constituido pelo Presidente da Camara, Presidente da Assembleia,  Vereadores, e outros Oficiais,
todos devem terem na mente que o interesse do munícipio deve estar acima da cor partidária.

Os resultados eleitorais mostraram que os Santacatarinenses estão mesmo de parabéns mas também, estão cientes das
grandes dificuldades que estamos e continuamos enfrentando, grande  falta de postos de etrabalho,  opurtunidades de uma
educação mais elevada,  um programa hospitalar mais apropriado,  proteção e mais apoio para as pessoas da terceira idade e
sobretudo habitação mais condigna.

Numa das suas  últimas entrevistas ao site comunitário  Topicos123 o actual Presidente da Câmara, Aqueleu Amado, ele
disse:    De acordo com a nossa visão de governação, plasmada na plataforma eleitoral que está sendo apresentada aos
eleitores, vamos trabalhar para reduzir este índice. Aliás, já temos vários projectos para o mandato, sendo alguns deles já
financiados. Iremos construir o Paços do Concelho, o Estádio Municipal, cuja obra se iniciou, o Pavilhão Desportivo coberto,
obras essas a implantar na cidade de Cova Figueira. Existem espaços já adquiridos, para implantação destas grandes
infra-estruturas. Isso quererá dizer que com estas obras e outras que se promoverão, é nossa intenção reduzir o desemprego
a níveis aceitáveis. Estas serão obras municipais, sem contar com as que serão feitas pelo Governo de Cabo Verde dentro do
território municipal.

Em luz desta afirmação e também depois destas últimas eleições na freguesia de Santa Catarina, o Presidente da Assembleia,
e a maioria dos Vereadores já posicionaram em manter uma postura imparcial, levando sempre em primeiro plano os
interesses da comunidade sem intervencao adversa do Presidente da Camara que tambem deve estar sempre em
conformidade legal e estar imparcialmente ao lado dos interesses de todos os municipes.

Joaquim Fontes
Randolph MM 02368 EUA
22 Junho 2012